Blefaroplastia

Por vezes, o aspecto das pálpebras pode aparentar um semblante cansado, triste ou bravo. Isso acontece, pois, com o passar do tempo, as estruturas palpebrais se afrouxam e podem levar ao excesso de pele acumulada, no qual se esconde o formato natural da região em torno dos olhos.

O QUE É A BLEFAROPLASTIA?

A blefaroplastia, também conhecida como a cirurgia de pálpebras, tem como finalidade melhorar a aparência das pálpebras superiores, inferiores ou de ambas. Além de corrigir os excessos de gordura e amenizar as rugas e a flacidez, também proporciona o rejuvenescimento da região dos olhos. Em certos casos, melhora também o aspecto funcional da região.

Segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (ISAPS), a blefaroplastia é a terceira cirurgia plástica mais realizada no mundo, o que representa 13%. Entre os homens, é um dos procedimentos mais procurados.

OLHEIRAS OU BOLSAS?

É comum as pessoas confundirem as olheiras com as bolsas que se formam nas pálpebras inferiores. Essas bolsas surgem devido ao acúmulo de gordura e líquido na região, que escurece a pele e pode se assemelhar com as olheiras. As olheiras, no entanto, são caracterizadas pelo escurecimento da parte abaixo dos olhos e resultam do acúmulo de melanina na região ou do congestionamento de vasinhos. Fatores genéticos, estresse e insônia também contribuem com o aparecimento de olheiras.

A blefaroplastia pode tratar as bolsas. No caso das olheiras, são recomendados outros métodos, como os peelings e preenchimento com ácido hialurônico.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Normalmente, a blefaroplastia é um procedimento cirúrgico considerado rápido e leva em torno de duas horas para ser realizada. Na maioria dos casos, os pacientes são operados sob anestesia local, com ou sem sedação. Raramente a anestesia é geral.O tempo de recuperação se dá, no mínimo, em uma semana.

CICATRIZ

Ela fica localizada na “dobra” da pálpebra superior e junto aos cílios da pálpebra inferior – região escondida quando o olho está aberto. Como a pele das pálpebras é muito fina, a cicatriz tende a não ser tão perceptível.

FAIXA ETÁRIA

A cirurgia costuma ser procurada por pacientes com mais de trinta anos. Porém, não existe uma idade correta para realizar a operação. A época certa é determinada pela presença do defeito a ser corrigido, que pode acontecer em qualquer idade.