Ginecomastia

A ginecomastia é o crescimento do volume mamário no homem e atinge cerca de 30% da população masculina. Esse crescimento pode ocorrer por diversas condições, que vão desde fatores genéticos a alterações hormonais. Medicamentos que impulsionam mudanças no corpo ou maior sensibilidade da glândula mamária ao hormônio feminino, sem que haja nenhuma patologia aparente, são outros fatores que podem influenciar. O aumento pode ser tanto da glândula, quanto da gordura que envolve a glândula.

Independente do motivo, o crescimento do volume das mamas nos homens pode causar insegurança em relação à aparência, baixa autoestima e o constrangimento.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE GINECOMASTIA

A CIRURGIA

Se dá por meio da retirada da glândula e do excesso de pele e gordura localizada na região. Pode ser realizada em apenas uma das mamas ou nas duas, a fim de corrigir a assimetria. Geralmente, é realizado um corte em formato de semicírculo ou “meia lua” – com a abertura virada para cima – na parte inferior da aréola (pequena área circular que envolve o mamilo). Para aprimorar o que se deseja alcançar, uma lipoaspiração pode ser associada como um procedimento auxiliar.

CICATRIZ

Tende a ser pequena e, ao longo do tempo, pode se tornar praticamente imperceptível. Porém, as cicatrizes estão relacionadas com o volume a ser retirado e com a flacidez existente.

TEMPO

O processo cirúrgico é considerado rápido e em geral a duração é de uma a duas horas. A alta costuma ser no mesmo dia, com tempo médio de recuperação de uma semana, que pode variar de acordo com o organismo do paciente.

IDADE

É recomendado para os homens que já tenham o desenvolvimento estabilizado das mamas, ou seja, que não estejam mais em fase de crescimento ou de maturação hormonal (puberdade).